Foto: Nvidia

Em um passado recente, o boom das criptomoedas fez com que a busca por GPUs para mineração agravasse a escassez global de componentes. Mas agora, com diversas moedas digitais perdendo valor, mineradores chineses estão desesperados para vender suas placas de vídeo — inicialmente consideradas como “investimento”.

Segundo o portal gringo VideoCardz, vários cibercafés, lan houses e mineradores estão inundando fóruns e mercados asiáticos com anúncios de GPUs usadas. Até mesmo leilões em tempo real têm sido vistos, tamanha a pressa dos mineradores para minimizar as perdas.

 

Crash de criptomoedas atrapalha planos de mineradores

O desespero é compreensível. Com os fechamentos oriundos da Covid-19, diversas lan houses e cibercafés asiáticas investiram em placas de vídeo para mineração de criptomoedas. Se as restrições impediam os serviços convencionais, o jeito foi surfar na onda das moedas digitais para fazer uma grana extra.

O problema é que as criptomoedas não vão nada bem. O Ethereum perdeu 80% de valor em relação ao seu pico em novembro do ano passado, enquanto o Bitcoin amarga um crash superior a 60%. E a lógica é simples: com as moedas digitais valendo menos, a mineração torna-se menos rentável.

GPUs

Imagem: Mehmet Cetin/Shutterstock

Com isso, mineradores chineses agora estão focados em vender suas GPUs, já que há um temor de que os prejuízos se intensifiquem ainda mais. E essa pressa resulta em preços mais atrativos: placas como a RTX 3060 Ti, por exemplo, estão sendo vendidas na faixa entre US$ 300 e US$ 400 — bem abaixo de valores de outrora.

Cuidado com GPUs de segunda-mão

Embora as ofertas possam significar placas “no precinho”, deve-se ter muito cuidado. De acordo com a fabricante Palit Microsystems, GPUs anteriormente utilizadas para mineração de criptomoedas podem perder até 10% de performance em relação ao seu desempenho original a cada ano.

Por conta disso, não é recomendável comprar placas de vídeos usadas, já que identificar usos anteriores é algo extremamente difícil. Por mais que as ofertas podem ser consideradas como soluções para o presente, podem se tornar grandes dores de cabeça no médio e longo prazo.

De todo modo, o movimento indica que mineradores estão perdendo força com o crash das criptomoedas. Isso pode significar que a concorrência por placas de vídeo será menos acirrada daqui pra frente. E o melhor: os componentes devem apresentar preços bem mais amigáveis.

Via: VideoCardz

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.