“Obviamente, [o metaverso] é uma besteira”, disse o criador do Evernote em um podcast sobre o conceito que todos estão de olho no momento. Phil Libin fundou a empresa que lançou a mais popular ferramenta de anotações.

Atualmente, Libin dirige uma empresa de videoconferência. Em um podcast, Libin falou sobre sua infância em Leningrado (atual São Petersburgo, na Rússia) e fez um paralelo. Para ele, o conceito da moda lembra a propaganda comunista na União Soviética.

“Ninguém quer passar um tempo com um pedaço de plástico amarrado na cabeça”, segundo o CEO, ao dizer que “a realidade virtual é o que garante que nada disso nunca vai decolar”. Ainda assim, Libin possui óculos de realidade virtual em seu armário na sua casa em Bentonville, Arkansas, EUA.

“[A ideia] é um brilho que pessoas não-criativas e empresas oferecem, basicamente, uma falta de boas ideias”, afirmou. “Há uma parte de mim que odeia e parte que tem medo. Mas, já que eu acho que é espetacularmente estúpido, não há muito o que temer”.

Uma visão do metaverso baseada na história pessoal

“Eu fiz o primário na União Soviética”, disse Libin. “Tive que ouvir muita propaganda soviética e me disseram, quando criança, várias vezes: ‘O comunismo ainda não existe. Ainda não construímos o comunismo. Estamos construindo o comunismo. Mas não é comunismo ainda. Quando você vê um lugar horrível, não é comunismo. Estamos construindo. Será ótimo quando chegar”.

“Sabe como é, dá para saber quando é uma má ideia antes mesmo que esteja totalmente construída. Assim, não quero ficar ouvindo: ‘Ah sim, o metaverso não existe ainda. Não, tudo isso, toda essa coisa estúpida e inútil que existe agora, não é o metaverso. O metaverso está vindo, ele virá'”.

Libin não é o único crítico. No CES, vários flagras de usos bizarros do termo foram encontrados. A monetização do metaverso é outra preocupação. Por fim, há ainda dissenso entre especialistas sobre o que deve ser o metaverso.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *