Imagem: Zoa.Arts/shutterstock

O mercado de consoles de jogos deve registrar um crescimento de 10% durante o ano de 2022 na comparação com o ano anterior, totalizando US$ 81 bilhões. Os dados são de um estudo realizado pela consultoria Deloitte, o qual traz outras tendências de evoluções tecnológicas para os próximos meses.

Um mercado de jogos cada vez mais sólido e potente é apenas um dos itens abordados na 20ª edição do levantamento Previsões em Tecnologia, Mídia e Telecomunicação – TMT Predictions 2022. Se o último ano foi marcado pela escassez de chips, pela concorrência no mundo dos streamings e por wearables com foco em saúde, os próximos meses devem trazer ainda mais desses universos.

“Algumas tendências que foram aceleradas no período de pandemia nitidamente vieram para ficar de vez e serão expandidas; os dispositivos de monitoramento de saúde são exemplos disso. Outros assuntos, como os altos investimentos que as organizações estão fazendo no metaverso, o mercado de streaming, o avanço do 5G e regulação da Inteligência Artificial ganham cada vez mais importância”, destaca Marcia Ogawa, sócia-líder de Tecnologia, Mídia e Telecomunicações da Deloitte.

Veja a seguir as outras tendências que o estudo prevê.

Consoles de games e receita recorde

Controles de consoles de jogos next-gen

Imagem: Kamil S/Unsplash

O ecossistema de consoles de jogos comemora 50 anos em 2022 e, com o aniversário, também trouxe um receita recorde de presente, bem como uma lista de dispositivos de última geração e uma base sólida para crescimento. A Deloitte Global prevê que o mercado de consoles gerará US$ 81 bilhões em 2022, um aumento de 10% em relação a 2021. A receita por jogador de console, dos quais haverá 900 milhões até o final do ano, deve atingir uma média de US$ 92 por pessoa — substancialmente mais do que os US$ 23 projetados por jogador de PC e US$ 50 por jogador de celular.

Além de 2022, espera-se que as vendas de software de console continuem crescendo, chegando perto de US$ 70 bilhões até 2025. Durante esse período, as compras de jogos digitais (que inclui downloads, assinaturas, passes de jogos e pagamentos via aplicativo) devem aumentar proporcionalmente, saindo de 65% em 2022 para 84% em 2025.

Escassez de chips continua

escassez mundial de semicondutores chips

Imagem: Shutterstock

A crise no mercado de componentes irá permanecer ao longo deste ano, com aumento da demanda e barreiras para a produção acompanhar o passo. Além de atrasos nas entregas, a Deloitte prevê que muitos tipos de chips ainda estarão em falta em 2022. No entanto, a consultoria ressalta que a crise será menos grave do que na maior parte de 2021 e não afetará todos os chips.

A Deloitte Global prevê também que as empresas de capital de risco globalmente investirão mais de US$ 6 bilhões em startups de semicondutores em 2022. Isso pode ser apenas 2% dos mais de US$ 300 bilhões do investimento geral de capital de risco esperado para 2022, mas mais de três vezes maior do que o injetado todos os anos entre 2000 e 2016.

A guerra global do streaming

Australiano vendia credenciais roubadas de serviços de streaming

Imagem: Tumisu/Pixabay

À medida que os principais provedores de streaming se expandem globalmente, enquanto as empresas nacionais de mídia criam seus próprios serviços de streaming domésticos, a concorrência ampliada está criando uma escolha abundante ao consumidor – e a rotatividade está acelerando como resultado. A Deloitte Global prevê que em 2022 pelo menos 150 milhões de assinaturas pagas de serviços de streaming de vídeo sob demanda serão canceladas em todo o mundo, com taxas de churn de até 30% por mercado.

A taxa de churn calcula o número de clientes que abandonaram um serviço ou produto de uma empresa em um determinado período de tempo.

Tecnologia vestível na saúde

Foto de smartwatch

Imagem: Onur Binay/Unsplash

Avanços em sensores e IA estão ajudando milhões de pessoas a detectar e gerenciar condições crônicas de saúde e a mitigar doenças graves. Além disso, essas tecnologias agora são pequenas o suficiente para serem usadas no pulso. A Deloitte prevê que 320 milhões de dispositivos portáteis de saúde e bem-estar serão produzidos em todo o mundo em 2022 e, até 2024, esse número poderá chegar a 440 milhões de unidades.

O impacto poderá ser ainda mais amplo se médicos passarem a confiar nos dispositivos e as pessoas sentirem que seus dados estão seguros — ambas as motivações auxiliarão a impulsionar a adoção de gadgets do tipo.

Em se tratando especificamente de saúde mental, a Deloitte observa que há um forte crescimento em aplicativos do segmento, com gastos globais chegando perto de US$ 500 milhões em 2022.

O tópico, vale ressaltar, foi amplamente alimentado nos últimos anos não apenas pelo fato de que quase 11% da população (800 milhões de pessoas) convivem com algum distúrbio do tipo, mas também porque a pandemia exacerbou as preocupações com a saúde mental e desencadeou declínios no bem-estar, com um aumento dramático na prevalência de problemas como depressão, ansiedade e sintomas de estresse pós-traumático.

Wi-Fi 6 superando os dispositivos 5G

Wi-Fi 6

Imagem: Shutterstock

A Deloitte prevê que mais dispositivos Wi-Fi 6 serão lançados em 2022 do que dispositivos 5G, com pelo menos 2,5 bilhões de dispositivos Wi-Fi 6 contra aproximadamente 1,5 bilhão de dispositivos 5G. A razão para isso é que o Wi-Fi 6, tanto quanto o 5G, tem um papel significativo a desempenhar no futuro da conectividade sem fio — não apenas para os consumidores, mas também para as empresas.

Smartphones, tablets e PCs são alguns dos dispositivos equipados com Wi-Fi 6 mais populares, mas o Wi-Fi 6 também é usado em muitos outros, incluindo câmeras sem fio, dispositivos domésticos inteligentes, consoles de jogos, wearables e fones de ouvido AR/VR.

IA e gerenciamento de dados confidenciais

Vários sites coletam dados dos usuários

Imagem: Gerd Altmann/Pixabay

Impulsionadas pela crescente urgência de proteger os dados usados em aplicativos de IA, tecnologias emergentes de aprimoramento de privacidade, como criptografia homomórfica e aprendizado federado, também experimentarão um crescimento dramático. Usado pelas principais empresas de tecnologia já hoje, o mercado de criptografia homomórfica e aprendizado federado crescerá a taxas de dois dígitos em 2022 para mais de US$ 250 milhões. Até 2025, este mercado deverá atingir US$ 500 milhões.

Além disso, 2022 deve trazer uma grande discussão sobre a regulação da IA de forma mais sistemática, com várias propostas sendo feitas — embora a promulgação delas em regulamentações reais provavelmente não aconteça até 2023.

Mulheres ganham espaço, mas seguem enfrentando desafios

Mulheres em tecnologia

Imagem: Unsplash

A indústria de tecnologia deve continuar esforços para aumentar a diversidade de gênero na tecnologia ao longo de 2022. Assim, a previsão aponta para grandes empresas globais alcançando quase 33% de representação geral feminina em suas forças de trabalho neste ano — um aumento de 2 pontos em relação a 2019.

A proporção de mulheres em funções técnicas também aumentará, embora tenda a ficar atrás da proporção geral de mulheres em cerca de 8 pontos.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.