Hoje, segunda-feira (3), é o último dia para se inscrever na primeira turma deste ano do projeto Meninas Programadoras, uma iniciativa gratuita do Instituto De Ciências Matemáticas e de Computação da Universidade de São Paulo (ICMC/USP). Interessadas podem encontrar informações sobre no site do programa.

As inscrições são feitas pelo site do Apolo, que é o sistema da USP digital. Você pode acessá-lo clicando aqui e, depois, seguir os passos indicados no cadastro. O curso é gratuito, com previsão de início das aulas para 8 de janeiro de 2022.

Vale dizer que no site da USP também abrirá um link de inscrição para a segunda turma deste ano. Portanto, se você perdeu a primeira leva do curso ou não puder participar agora, ainda haverá uma outra chance.

As aulas para a segunda turma estão previstas para iniciar em 5 de fevereiro, com inscrições liberadas somente no próximo domingo, 9, e ficarão disponíveis até 22 de janeiro.

Ao todo, serão 100 vagas para cada uma das turmas, com certificado emitido pela USP para as aprovadas.

 

Tela de computador com códigos e a mão com unhas pintadas de rosa digitando no teclado

Imagem: Pavel Kapysh/Shutterstock


Meninas Programadoras: curso gratuito de programação da USP

O projeto Meninas Programadoras, como o nome sugere, tem como público-alvo meninas. O intuito é motivá-las a ingressar na carreira de computação e tecnologiaárea tradicionalmente dominada pelo gênero masculino.

Com foco no desenvolvimento de habilidades básicas de programação e resolução de problemas, o curso oferece aulas de introdução ao conceito de programação com plataforma de programação em blocos (sequência e condicionais); prática com conteúdo de álgebra e lógica; interação com o usuário; introdução à programação utilizando a linguagem Python.

O programa será realizado na modalidade a distância, 100% on-line, por isso um dos pré-requisitos é possuir um computador ou outro dispositivo com acesso à Internet.


Pré-requisitos

Podem se inscrever alunas estudantes ou que concluíram o ensino médio e que se identifiquem com o gênero feminino ou não-binário.

Será dada prioridade às alunas do 3º ano do ensino médio de escolas públicas e de escolas particulares que possuam bolsa de estudos.

Quem já concluiu o ensino médio, mas não está matriculada em um curso superior, também receberá prioridade.

Serviço

 

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *