No final de setembro, testes com o beta do sistema operacional macOS Monterey revelaram um novo “Modo de alta potência”, que poderia otimizar o desempenho de futuras máquinas da Apple. Agora, a própria big tech confirmou que o “modo turbo” é legítimo e que chegará para o novo MacBook Pro.

Segundo o portal MacRumors, esse recurso será exclusivo para o recém-anunciado MacBook Pro de 16 polegadas equipado com o novo chipset M1 Max — embora também seja possível configurar um MacBook Pro de 14 polegadas com esse chip.

Ele deve funcionar como um botão turbo encontrado em laptops mais potentes. Uma vez ativado, poderá “otimizar o desempenho para melhor suportar tarefas intensivas de recursos”. Inclusive, o barulho da ventoinha deverá ser mais alto para acompanhar o aumento de performance.

A má notícia é que a função não deverá figurar no M1 Pro ou modelos originais do M1. Em outras palavras, o usuário que se interessou pelo recurso terá que adquirir laptops que custam em torno de R$ 45.499,00 aqui no Brasil.

Mais potência no MacBook Pro

Será interessante analisar como e o quanto de potência extra serão concedidas com o recurso. Os testes, inclusive, devem começar em breve, já que o macOS Monterey será liberado na próxima segunda-feira (25), enquanto exemplares do MacBook Pro com o M1 Max (e M1 Pro) chegam aos clientes um dia depois.

Mas além do aumento de desempenho, as atenções também serão voltadas para possíveis problemas térmicos. Mais potência significa mais gasto de energia e, consequentemente, temperaturas maiores.

A Apple já teve problemas de afogamento térmico no passado — quando modelos do MacBook Pro com i9 ficaram mais lentos do que versões com i7 sob cargas sustentadas —, mas vem dando maior atenção para os sistemas de resfriamento.

Talvez isso explique o motivo de o recurso ser exclusivo para o modelo de 16 polegadas, que pode comportar ventoinhas ainda maiores para manter o resfriamento adequado devido ao aumento de desempenho.

Fonte: The Verge

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *