Ao navegar na internet ou até mesmo ao usar os computadores e celulares, sempre é preciso tomar cuidado com diferentes tipos de ameaças, que visam diferentes públicos. Agora, o que tem assustado algumas empresas é uma nova ameaça cibernética chamada “killware”.

Diferente de um ransomware, que apenas trava um dispositivo cobrando um resgate para o desbloqueio, o killware, de fato, pode causar danos a aparelhos e até mesmo colocar vidas em perigo.

Apesar de estar ficando popular somente agora, este tipo de ameaça não é tão novo. Em 2017, por exemplo, um malware desabilitou diversos protocolos de segurança de uma indústria petroquímica, o que poderia causar um verdadeiro desastre no caso de um acidente.

Killware já atacou em 2021

Já no mês de fevereiro deste ano, uma estação de tratamento de água nos Estados Unidos sofreu um ataque deste tipo, que deixou a sua água contaminada. Entretanto, devido a ação do governo, os cidadãos não chegaram a correr risco por conta disto.

Assim, Alejandro Mayorkas, secretário do Departamento Interno de Segurança dos Estados Unidos, demonstrou sua preocupação por conta de uma ameaça cibernética ser capaz de colocar vidas de pessoas em risco.

Um fato que também pode causar preocupação é que, diferente de um ransomware, o killware, na maioria das vezes, não visa ter um retorno financeiro, mas apenas mesmo fazer um estrago.

Fonte: USA Today

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *