Imagem: Divulgação/Intel Corporation

Atualizar CPUs para modelos mais atuais pode não ser algo tão barato, mas a Intel parece estar focada em reduzir os custos desta prática. Isso porque a big tech supostamente está cortando os preços de processadores Alder Lake para OEMs (Fabricantes Originais do Equipamento), o que deve impactar no bolso dos consumidores finais.

Segundo o portal gringo DigiTimes, vários membros da cadeia de suprimentos foram informados de que a Intel reduzirá os custos de suas CPUs de 12ª geração para OEMs em 5% nos próximos meses. O corte de preços incluirá os principais modelos do Core i5 e Core i7.

Novos chips Intel Alder Lake

Imagem: Divulgação/Intel

Se isso for confirmado, será a segunda redução decretada pela marca, já que a big tech teria cortado os preços em 10% nos últimos meses. O curioso é observar que a diminuição de preços afetará produtos mais recentes — normalmente, políticas como essa da empresa são aplicadas a CPUs ou SKUs de gerações mais antigas.

Na prática, a redução pode resultar em sistemas pré-montados, laptops e CPUs (com chips Alder Lake, é claro) com preços de varejo bem mais atrativos. Mas apesar da boa notícia, o movimento também sugere um cenário delicado da economia global.

Redução de custos da Intel: a faca de dois gumes

Por um lado, PCs e notebooks com processadores Intel mais baratos para os consumidores. Por outro, um corte de custos que pode estar ligado à desaceleração de vendas diante das incertezas econômicas no mundo todo.

Tanto que um dos principais fabricantes de PCs ouvidos pelo DigiTimes observou uma demanda “muito mais fraca que o esperado” no segundo trimestre deste ano. Como consequência, a companhia está prestes a reduzir seus pedidos de julho em até 80%.

Paralelamente, Asus e Gigabyte estimam que as vendas de placas-mãe devem cair quase 25% em relação aos números do ano passado. Já uma previsão de Jon Peddie Research (JPR) apontou que as remessas de GPUs também devem diminuir nos próximos meses.

Tudo indica que a nova (e suposta) redução de preços da Intel teve como objetivo frear a queda de vendas de PCs e notebooks. Se outras empresas do setor tomarem medidas semelhantes, o segmento pode ganhar um novo impulso para recuperar os recentes prejuízos.

Consequentemente, os consumidores finais podem ter mais motivos para celebrar.

Via: TechSpot

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.