O céu definitivamente não é mais o limite para o iFood. Isso porque na última sexta-feira (17) o app de delivery concluiu a primeira entrega via drone no Nordeste, mais especificamente na capital do Sergipe. O projeto foi fruto de uma parceria com a Speedbird Aero, responsável por fornecer e operar as aeronaves não tripuladas.

A ação foi o pontapé para que outras entregas do tipo sejam feitas na região. Segundo o próprio iFood, serão realizados voos com drones diariamente, mas com uma novidade: a entrega intermunicipal. A ideia é ligar Aracaju ao município de Barra dos Coqueiros, com o diferencial de atravessar o rio Sergipe.

Com isso, será possível transformar a rota que varia de 25 a 55 minutos por via terrestre, em apenas 5 minutos e 20 segundos pelo ar.

“Uma entrega realizada por drone leva muito mais que inovação, ela também amplia as possibilidades de alcance do delivery, como neste caso de Aracajú. Nosso objetivo é aumentar a eficiência das entregas para todos: consumidores, restaurantes e entregadores, além de levar soluções tecnológicas e alternativas para o delivery em modais não poluentes”, pontuou Fernando Martins, head de logística e inovação do iFood.

Como funciona a entrega por drones do iFood?

Não há muito segredo no processo. As aeronaves não tripuladas percorrem um trajeto pré-estipulado de um ponto de decolagem até o ponto de retirada do droneport, reduzindo, em média, 70% do tempo total nas rotas. Depois, o entregador segue nos modais tradicionais (moto, bicicleta ou patinete) e transporta até a casa dos clientes.

Dentre os parceiros nesta iniciativa do iFood está o McDonalds, que também tem feito investimentos em tecnologia e logística para otimizar os serviços de entrega. A expectativa é de que a chegada de novos players possa acelerar esse formato de delivery, que promete se tornar cada vez mais comum aqui no Brasil.

Fonte: iFood

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *