Imagem: Divulgação/Meta

Intitulado de Horizon Worlds, o metaverso da Meta (ex-Facebook) já vinha sendo palco para criações de mundos virtuais e experiências por alguns usuários. Mas agora, Mark Zuckerberg e Oculus anunciaram o próximo passo: o lançamento de ferramentas para ganhar dinheiro na plataforma.

Entenda o que é o Horizon Worlds

Para quem não está familiarizado com a plataforma do metaverso, o Horizon Worlds nada mais é do que um ambiente virtual único e expansivo que permite interações como minijogos, criações e “passeios online” por usuários conectados a dispositivos VR Quest.

Neste universo, os criadores têm a capacidade de escrever um código básico que define as regras de como os objetos e universos funcionam. O resultado disso é a criação de mundos, eventos, passeios e minijogos — tudo online, claro — para divertir os usuários.

Em fevereiro, Chris Cox, diretor de produtos da Meta, revelou que o Horizon Worlds atingiu 300 mil usuários — lembrando que a plataforma está liberada somente para indivíduos dos EUA e Canadá. Mas se as criações antes eram por hobby, agora poderão render uma graninha.

Ferramentas de monetização adicionadas

Neste sentido, Zuckerberg e companhia acabam de anunciar novas formas de monetização para os criadores. A primeira delas será um programa mensal destinado a criadores dos EUA que atingirem suas metas no fim do mês. Em suma, será um incentivo para fomentar o desenvolvimento do universo do Horizon Worlds.

O segundo será a adição de uma ferramenta que permitirá a comercialização de itens e efeitos virtuais nos mundos criados. Com isso, indivíduos maiores de 18 anos dos EUA e Canadá verão uma guia de comércio no modo “Criar” para desenvolver itens compráveis.

“Por exemplo, alguém pode fabricar e vender acessórios acopláveis ​​para um mundo da moda ou oferecer acesso pago a uma nova parte de um mundo”, explicou uma postagem no blog do Oculus Rift.

Horizon Worlds

Imagem: Divulgação/Meta

Em um futuro próximo, a Meta também pretende lançar programas de aceleração remunerados e competições de criadores (como o #SpringJam2022) para incentivos extras aos desenvolvedores independentes do Horizon Worlds.

É incerto se todo esse esforço de Zuckerberg fará com que a nova plataforma de metaverso da Meta se torne popular. Mas a possibilidade de ganhar dinheiro neste universo virtual pode ser um bom pontapé para isso.

Via: Tech Times

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.