Acusados de tentar invadir os sistemas eletrônicos usados pela Justiça Federal, dois hackers brasileiros foram condenados à prisão. O juiz federal Ali Mazloum, da 7ª vara criminal de São Paulo, condenou a dupla por falsificação de documento público e invasão de dispositivo informático.

O primeiro acusado foi condenado a nove anos e dois meses em regime fechado, além do pagamento de 554 dias-multa (cada dia-multa equivale a 1/30 do salário mínimo). O segundo réu, que também está preso, foi condenado a cinco anos e cinco meses em regime semiaberto e também terá de pagar 486 dias-multa.

Segundo investigação da Polícia Federal, por meio de certificados digitais falsos e contas sequestradas, os dois homens tentaram obter vantagens pessoais e financeiras, entre outras manipulações, alterando nomes de beneficiários em levantamento de valores em processos.

Ilustração de hacker, autor de golpes cibernéticos

Foto: TheDigitalArtist/Pixabay

Autoridades identificaram modificações em documentos no Processo Judicial Eletrônico (PJe), com uso fraudulento de suas assinaturas, e comunicaram imediatamente a corte, que identificou e neutralizou as ações criminosas.

“Tratou-se de atividade ilegal de hacker, cuja intenção era a de levantar substanciosa quantia de dinheiro que estava à disposição da parte vencedora dos processos, sendo adulterado o destinatário dos recursos com a inserção nos ofícios de transferência o nome do corréu”, explicou o juiz na decisão.

Via: Convergência Digital

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *