A Samsung vem investindo bastante na série Galaxy Book, que traz notebooks mais voltados para o uso profissional e para quem preza por portabilidade. Já no começo do ano, a sul-coreana trouxe ao Brasil o Galaxy Book S, um modelo premium com tela sensível ao toque e outros recursos.

O TecMasters teve a chance de testar o Galaxy Book S e conta a seguir o que achou dele neste review. Confira!

Design e acabamento

Logo ao tirar o Galaxy Book S da caixa não tem como não se surpreender com o seu peso. O notebook pesa menos de 1 Kg e é facilmente segurado com uma mão. Não somente isso, a sua espessura é realmente mínima e isso faz transportá-lo uma tarefa bem simples.

Galaxy Book S - espessura e peso

A versão enviada ao TecMasters foi a de cor Earthy Gold, que apesar de ser diferente, acaba sendo discreta e bem elegante. Sem ter muitos detalhes espalhados no corpo, apenas o logo da Samsung fica estampado na parte traseira da tela.

Galaxy Book S - aberto

Já aberto, o notebook segue o mesmo padrão minimalista, sem trazer muitos detalhes. Assim como muitos outros modelos, a parte positiva aqui, fica pelo Galaxy Book S ficar ligeiramente levantado quando a sua tela está aberta. Por sua vez, algo de diferente a ser observado, é que as saídas de ar do aparelho não ficam visíveis e, mesmo assim, o notebook não chega a esquentar muito.

Em relação às conexões, o Galaxy Book S traz:

  • 2 portas USB-C;
  • Um leitor de cartões microSD;
  • 1 entrada para fone de ouvido/microfone.

Aqui, a crítica mesmo fica para a parte de conexão que é bem limitada, uma vez que o Galaxy Book S não conta com uma entrada para fonte e sua recarga é feita por uma das portas USB-C. Assim, ao ter que usar o notebook na tomada, os donos do aparelho têm apenas uma porta USB-C para realizar outra conexão.

Apesar de contar apenas com portas USB-C em seu corpo, felizmente, a Samsung inclui no kit do aparelho um adaptador do USB-C para USB tipo A.

Tela e som

O Galaxy Book S vem com display LED de 13,3 polegadas com resolução Full HD. As suas bordas não são tão finas como já pude ver em outros modelos, mas a qualidade de sua imagem com cores vivas e alta densidade de pixels acaba surpreendendo. Não somente isso, o ângulo de visão da tela é excelente e a imagem nunca fica “perdida”.

Galaxy Book S - Tela

Além das qualidades descritas acima, vale notar que a tela do notebook também é sensível aos toques. Aqui, nenhuma crítica a ser feita, uma vez que todos os comandos foram reconhecidos sem quaisquer problemas ou atrasos.

Em relação ao som, o Galaxy Book S até consegue executar volumes com um som bem alto, o que pode ser útil dependendo da situação. Entretanto, o som não tem uma qualidade muito boa ou cristalina e os graves deixam bastante a desejar.

Teclado e touchpad

Assim como a maioria dos teclados de notebooks ultrafinos, o Galaxy Book S adota as “teclas chiclete”, aquelas que são mais rentes ao corpo do aparelho e que não afundam tanto.

Além de vir no padrão ABNT, o teclado aqui é bem confortável, inclusive, as teclas possuem um “tipo de textura” que faz com que os dedos não escorreguem tão facilmente. Já como pode ser visto na imagem abaixo, o teclado não possui muitas teclas de atalhos e nem mesmo um “teclado numérico”, algo completamente normal em notebooks ultrafinos.

O teclado também conta com um sistema de backlight para ficar iluminado com três níveis pré-definidos. Este mecanismo, entretanto, não se mostrou eficiente em meus testes, uma vez que nem mesmo em um ambiente escuro era possível notar com clareza uma “luz nas teclas”.

Galaxy Book S - Teclado e touchpad

Já o touchpad do notebook, apesar de não ser grande, possui um tamanho agradável e está bem posicionado. Além de ter uma ótima sensibilidade, em momento algum tive problemas com cliques acidentais ou qualquer coisa do tipo.

Desempenho

Antes de entrar nos detalhes referente ao desempenho do Galaxy Book S, primeiro, veja quais as suas principais especificações:

  • Processador Intel Core i5 L16G7;
  • Placa de vídeo Intel UHD Graphics;
  • 8 GB de memória LPDDR4x;
  • SSD de 512 GB.

Com o conjunto de hardware mencionado acima, este notebook acaba sendo uma boa opção para quem está querendo realizar atividades mais simples como navegar na internet, redigir textos, assistir a filmes e séries.

Apesar de contar com apenas 8 GB de RAM, sendo que hoje muitas máquinas já trazem 16 GB, em nenhum momento de meus testes senti qualquer lentidão no notebook. Inclusive, mesmo ao usar o Chrome (com várias abas abertas) e outros programas juntos, o Galaxy Book S se comportou extremamente bem.

Para quem prefere testes de benchmarking, no Cinebench R23, nas atividades Multi-core, o notebook da Samsung marcou 1.825 pontos. Já mesmo nesse teste mais pesado, vale ressaltar, o notebook não chegou a esquentar muito, o que considero algo positivo.

Por contar com uma placa de vídeo integrada, entretanto, o Galaxy Book S não é um modelo recomendado para quem está interessado em jogos. O notebook pode até ser capaz de executar alguns títulos mais simples, principalmente um pouco mais antigos, mas as configurações gráficas não devem ficar no alto e nem suas resoluções.

Em relação a autonomia, pessoalmente, eu esperava um pouco mais da bateria do Galaxy Book S. Ao usar o notebook para assistir vídeos e navegar na internet, em média, pude aproveitá-lo por pouco mais de 10 horas. Esse tempo, é claro, pode diminuir ou aumentar dependendo dos aplicativos utilizados.

O tempo para uma recarga completa do aparelho, que é feita através de uma porta USB-C, levou aproximadamente 2 horas e 30 minutos para ser realizada.

Extras do Galaxy Book S

Assim como tem feito com outros produtos seus, a Samsung também trouxe o Dex já pré-instalado no aparelho para que celulares da sua marca possam ser conectados facilmente.

Não somente isso, no aplicativo Samsung Settings, os usuários têm acesso a uma série de funções importantes. Através do mesmo, por exemplo, é possível ativar o HDR ou opções capazes de aumentar a autonomia da bateria.

Por fim, a Samsung ainda deixa alguns outros aplicativos pré-instalados, como o antivírus McAfee e apps utilizados para a manutenção do notebook. Pessoalmente, não gosto da ideia de ter muitos aplicativos pré-instalados, mas o que veio não chegava a incomodar com notificações e nem sequer deixaram o sistema lento.

Preço e disponibilidade

O Galaxy Book S foi lançado no Brasil no mês de fevereiro deste ano e, o modelo analisado por nós, está atualmente à venda com o preço sugerido de R$ 7.499.

Conclusão

O Galaxy Book S é um notebook que logo ao ser visto já chama a atenção por conta de seu acabamento. Devido a ser muito leve e fino, o produto pode ser visto como uma opção realmente ideal para quem quer portabilidade.

A sua tela realmente tem uma boa qualidade e o seu som, apesar de não ser ruim, deixa a desejar com graves praticamente ausentes. Já em relação a performance, para a sua proposta, o notebook não deixa a desejar, apesar que poderia contar com mais memória ou uma solução de vídeo melhor.

Por sua vez, os maiores contras do notebook ficam com o seu número baixíssimo de conexões, na questão da autonomia, que poderia ser um pouco melhor e na luz de fundo do teclado, que realmente não faz diferença na prática quando está ativada.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *