Reprodução: divulgação/HBO

A fusão entre a WarnerMedia e a Discovery está prestes a ser concluída e deve resultar não apenas em um novo conglomerado de mídia chamado de Warner Bros. Discovery, mas também em mais conteúdo chegando à HBO Max em breve.

A Discovery — atualmente detentora de canais de televisão a cabo como Discovery Channel, TLC, Animal Planet, Discovery Home & Health, Discovery Kids, entre outros — deve ter o seu conteúdo (apresentado também pelo streaming Discovery+) fundido aos títulos já disponibilizados pela WarnerMedia em sua plataforma de streaming HBO Max.

“Um dos itens mais importantes aqui é que acreditamos em um produto combinado em vez de um pacote”, afirmou o diretor financeiro da Discovery, Gunnar Wiedenfels, durante um painel da 30ª Conferência Anual de Mídia, Internet e Telecom, do banco alemão Deutsche Bank.

Essa foi a primeira confirmação do que aconteceria com os streamings de ambas as marcas após muita especulação sobre se elas permaneceriam plataformas com serviços avulsos após a fusão. “Acreditamos que a amplitude e profundidade dessa oferta de conteúdo será uma proposta de valor fenomenal para o consumidor”, complementou o executivo.

Só para lembrar: a fusão entre as empresas foi inicialmente anunciada em maio do ano passado, em um acordo no valor de US$ 43 bilhões, que deve ser concluído no próximo mês.

HBO Max e Discovery+ em um único streaming

A junção de conteúdos, no entanto, deve demorar mais tempo do que isso, visto que o próprio Wiedenfels já afirmou que a união dos serviços “não vai acontecer em semanas”, mas a expectativa é de que se conclua “em vários meses”. O executivo salienta, no entanto, que a empresa começará “a trabalhar em uma solução provisória nesse meio tempo”.

Atualmente, a Discovery+ possui uma parceria com a Claro para entregar descontos para clientes da operadora. Fora do pacote, os consumidores podem fechar uma assinatura mensal de R$ 21,90 no Brasil. Globalmente, a empresa afirma que a sua base de usuários no streaming chegou aos 22 milhões no final de 2021.

Já a HBO Max, juntamente à HBO, encerrou o ano passado com uma base combinada de 73,8 milhões de assinantes no mundo.

A movimentação é bastante estratégica e a união também em conteúdo deve trazer à WarnerMedia uma vantagem competitiva para disputar espaço dos streamings contra outras grandes marcas no ramo como Netflix, Disney+ e Amazon Prime.

Isso porque, após a conclusão, a Warner Bros. Discovery passará responder pelo status de segunda maior companhia de mídia dos Estados Unidos, atrás apenas da Walt Disney Company, com uma operação em 200 países. O negócio foi avaliado à época do acordo em US$ 150 bilhões.

Via: Variety

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.