Uma série de vídeos do TikTok fez com que alguns distritos escolares dos Estados Unidos cancelassem as aulas nesta sexta-feira (17). Escolas da Califórnia, Texas, Minnesota e Missouri fecharam as portas, enquanto outros locais vão aumentar a presença da polícia – ao mesmo tempo em que enviam e-mail para os pais dizendo que estão investigando as alegações.

No entanto, há poucas evidências de que as ameaças, que vão de tiroteios e bombardeios, sejam reais. A decisão foi tomada com base em rumores sobre os acontecimentos.

Por conta disso, pelo Twitter, uma conta que representa as escolas públicas do Condado de Baltimore escreveu que “as agências de aplicação da lei investigaram esta ameaça e determinaram que ela se originou no Arizona e não é confiável”.

Em uma publicação, o TikTok afirma que não encontrou nenhum vídeo que faça ameaças específicas. “Não encontramos evidências de tais ameaças originadas ou disseminadas por meio do TikTok”, disse a empresa. No entanto, a companhia reitera que trabalha para analisar os avisos com “a maior seriedade” possível.

Ameaças direcionadas

Contrariando o que o TikTok disse, o Departamento de Segurança Pública de Little Falls, Minnesota, divulgou um aviso afirmando que encontrou evidências de que um dos vídeos fazia referência ao distrito escolar.

Em um comunicado, o superintendente Stephen Jones disse que, no caso de Little Falls, a “ameaça foi comunicada às escolas por meio de alunos que supostamente a viram no TikTok. O fato de a origem não ter sido determinada nos levou a ser proativos em nosso desejo de ser cautelosos para manter nossos filhos e famílias seguras”.

Em outro caso, um departamento de polícia da Califórnia afirma ter visto uma mensagem direcionada a uma escola. Eles descreveram em uma postagem que descobriram uma publicação ameaçadora que incluía as iniciais de uma escola local.

Porém, ao que parece, as iniciais estavam relacionadas a uma outra instituição de ensino, localizada em Los Angeles. O culpado foi então identificado e as autoridades determinaram que ele não era uma “ameaça confiável”.

Vídeos virais do TikTok

TikTok

Reprodução: cottonbro/pexels.com

Essa não é a primeira vez que distritos escolares lidam com rumores perigosos que se tornaram virais no TikTok. Ainda neste ano, houve um rumor sobre um desafio de bater em professores, algo que se provou falso.

Em uma outra série de vídeos, os alunos eram desafiados a roubar itens das escolas. Embora alguns tenham fingido fazer isso para entrar na tendência, outros de fato cumpriram as exigências.

Via: The Verge

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *