Elon Musk foi eleito “Pessoa do Ano” em 2021 pela revista Time. A divulgação da lista de homenageados pela publicação foi feita nesta segunda-feira (13).

Você já deve ter ouvido ao menos o nome do excêntrico empresário estadunidense que está por trás da Tesla, como CEO, além da fundação da SpaceX, onde ele também responde pelos cargos de CEO e CTO.

Musk ocupa neste ano a posição que, em 2020 foi representada por Joe Biden e Kamala Harris, respectivamente presidente e vice-presidente dos EUA, e pela ativista climáticas sueca Greta Thunberg, em 2019.

 

Elon Musk: empreendedor visionário ou apenas um louco muito rico?

Mas para além dos seus negócios, Musk é também detentor de uma das maiores fortunas do mundo.

O patrimônio líquido do executivo hoje é de mais de US$ 252 bilhões, o que o faz ocupar o primeiro lugar de bilionários na lista global divulgada todos os anos pela Forbes.

Inclusive, o montante está quase US$ 60 bilhões acima do segundo lugar ocupado por Jeff Bezos, fundador da Amazon.

Para além da Tesla e da SpaceX, Musk também possui outras empreitadas, incluindo a OpenAI, uma organização sem fins lucrativos que possui um trabalho voltado para pesquisa em inteligência artificial e onde ele é colíder; a Neuralink, especializada em nanotecnologia e interfaces cérebro-máquina implantáveis (e tem Musk como um de seus fundadores); além da SolarCity, focada em energia solar.

A escolha da Time pode ser um pouco controversa, no entanto, visto que Elon Musk frequentemente divide opiniões entre ser um grande visionário com ideias que vão além da compreensão, ou apenas mais um aproveitador louco do grupo global de bilionários.

 

A Time, inclusive, salienta que, não há muito tempo, Musk foi amplamente ridicularizado por muitos que o chamaram de “aproveitador louco à beira da falência“.

Mas que, agora, conseguiu um poder tamanho que consegue influenciar governos e indústria ao ponto de fazê-los se curvar aos seus ambiciosos planos para o mundo.

Vide o que ele pretende construir nos próximos anos em termos de civilização espacial: “a próxima grande coisa é construir uma cidade autossustentável em Marte e trazer os animais e as criaturas da Terra para lá. Uma espécie de arca de Noé futurística”, disse ele, em entrevista à Time.

A justificativa da revista para a escolha do empresário? “Muitas pessoas são descritas como maiores do que a própria vida, mas poucos o merecem. Quantos de nós realmente excedemos nossa expectativa de vida? Quantos farão parte de livros digitais que nossos descendentes viajantes do espaço estudarão?”, questiona a publicação, dando certamente a entender que Musk é parte desse grupo.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *