Imagem: Divulgação/FromSoftware

Elden Ring” foi lançado no fim de fevereiro e caiu no gosto do público. O título da From Software traz a fórmula soulslike já conhecida da empresa. Isso quer dizer que a dificuldade é acima do normal, fazendo com que as mortes sejam constantes.

No entanto, ao contrário dos games anteriores da empresa, aqui há uma liberdade maior para explorar cenários e se fortalecer enquanto busca maneiras de enfrentar as ameaças presentes no mundo.

Para ajudar com isso, separamos sete dicas para “facilitar” o game – seja para os iniciantes ou para quem deseja apenas curtir o novo game da From.

Item do começo do jogo

Quando o jogo é iniciado e o jogador está na parte de criação do personagem, é possível escolher um item para acompanhá-lo durante a jogatina. Os mais interessantes são a Semente Dourada e a Chave de Espada de Pedra.

Item inicial

Imagem: TecMasters/Luiz Nogueira

O primeiro serve para aumentar o número de Frascos de Lágrimas Carmesins ou Frascos de Lágrimas Cerúleas – que curam pontos de vida e de magia, respectivamente.

Chave de Pedra

Imagem: TecMasters/Luiz Nogueira

O segundo abre a primeira dungeon do game, localizada ao lado da primeira “fogueira” do jogo – chamada de Graça. A chave é usada para abrir a parede de névoa do local.

Não tenha medo de explorar

Após passar pelo tutorial, o mundo é livre para explorar. Portanto, não tenha medo de fazer isso. Ande o máximo possível, libere as Graças disponíveis e colete recursos por todo o mundo.

Exploração

Imagem: TecMasters/Luiz Nogueira

O jogo não é exatamente linear – apesar de ter os chefes que devem ser derrotados. Por conta disso, você é livre para ir para qualquer lugar e verificar o que pode ser encontrado nas ruínas, pântanos, florestas e construções disponíveis pelo gigantesco mapa.

Nem tudo o que te ataca deve ser enfrentado de primeira

Inimigo

Imagem: TecMasters/Luiz Nogueira

Durante essa exploração, é comum encontrar vários tipos de inimigos e pequenos chefes – além dos chefes principais também. Tirando os inimigos que podem ser enfrentados após atravessar uma névoa amarela, todos os outros são “opcionais”. É possível fugir deles.

Se um encontro inesperado acontecer e você sentir que não está preparado ou o adversário é muito forte, monte em seu cavalo e corra o mais rápido possível para um local seguro – ou até que o inimigo perca o interesse em você.

Uma das coisas que demorei para entender em “Elden Ring” é que podemos fugir desses inimigos e voltar para enfrentá-los depois, quando estivermos mais fortes – e que isso é bastante comum de se fazer.

Fique atento ao Sino Chamador de Aparição

O sino de invocação é um dos itens mais valiosos do jogo – e pode ser perdido logo no começo, obrigando o jogador a comprá-lo posteriormente.

Ao chegar à Igreja de Elleh, acenda a Graça e siga seu caminho até encontrar um acampamento de inimigos próximo a um grande portão. Aqui, há uma outra Graça que deve ser ativada.

Graça Frente do Portão

Imagem: TecMasters/Luiz Nogueira

Com isso, uma personagem vai aparecer e oferecer o item que invoca o Torrente, o cavalo do personagem, e dizer que pode transformar as runas coletadas em melhorias de status.

Após a conversa, não sente na fogueira novamente. Abra o mapa e se transporte de volta para a Igreja de Elleh – é importante que isso seja feito de noite. Chegando lá, um NPC chamado Renna vai te dar o Sino Chamador de Aparição.

Bruxa

Imagem: TecMasters/Luiz Nogueira

Sino de Invocação

Imagem: TecMasters/Luiz Nogueira

Use e abuse das invocações

Com o sino em mãos e a primeira invocação, as Cinzas de Lobo Solitário, é possível invocar espíritos para ajudar em algumas lutas. Para saber quando isso é possível, basta ficar de olho no símbolo de lápide que aparece no canto esquerdo da tela.

Lobos

Imagem: TecMasters/Luiz Nogueira

É importante lembrar que essas invocações consomem pontos mágicos – a barra azul – toda vez que são chamadas. Por isso, pode abusar à vontade na hora de chamar esses ajudantes, mas fique atento a isso.

Colete tudo o que encontrar

Itens

Imagem: TecMasters/Luiz Nogueira

Uma das partes mais importantes não só de “Elden Ring”, mas também de vários outros jogos, é a coleta de itens. É a partir deles que consumíveis são criados e ajudam em diversos momentos.

Por conta disso, ao mesmo tempo em que explora os cenários, colete tudo o que for possível. Ter um estoque de certas plantas e materiais pode ser bastante útil em certos momentos do game.

Use marcadores para definir locais para voltar depois

Localização

Imagem: TecMasters/Luiz Nogueira

Por fim, é possível definir marcadores nos mapas de “Elden Ring”. Os jogadores podem definir cinco marcações padrão e até 100 dos pins diferenciados – seja para indicar chefes ou locais para voltar depois.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.