O Duolingo pode estar se preparando para expandir seus negócios um pouquinho mais. De acordo com uma postagem de vaga aberta no Greenhouse, a empresa da corujinha verde busca um “cientista musical” para, potencialmente, inaugurar um app que deve ensinar música aos seus usuários.

Naturalmente, “ensinar música” é ao mesmo tempo um conceito vago e bastante abrangente: estamos falando de instrumentos? Técnicas de vocalização? Aulas de composição e letra? Bom, é melhor deixar a própria empresa descrever o que deseja:

Imagem mostra ícone do DuoLingo sendo tocado na tela de um celular

Imagem: Konstantin Savusia/Shutterstock

“O Duolingo está se aventurando nas lições de música! Nossas forças residem na criação de apps fundamentados na ciência educativa e na motivação de estudantes — junte-se a nós para nos ajudar na criação de um novo app de música do Duolingo, que promova o aprendizado e seja divertido de se usar!

Estamos buscando um expert na educação musical, que combine tanto o conhecimento teórico da pesquisa educacional relevante como a experiência de primeira mão na passagem de conhecimentos. Você se juntará a um time multiplataforma baseado no nosso quartel-general em Pittsburgh e, juntos, vamos criar a base de sustentação para o nosso novo produto musical, inovando por meio da experimentação e iterações velozes de produtos.”

Duolingo: idiomas e músicas é a nova aposta?

Obviamente, conhecemos o Duolingo pelo seu principal modelo de negócios: sua escola digital de idiomas, a qual usamos sempre que queremos nos familiarizar com uma língua nova, seja para aprendizado ou apenas para “nos virarmos” quando visitamos algum país (ou quando queremos conversar a la Casa do Dragão).

Entretanto, a empresa conta com diversos outros produtos que, embora menos conhecidos, também aproveitam do modelo educacional estabelecido por ela para abordar uma série de tópicos de interesse: o Duolingo Math é concentrado em ensinamentos matemáticos, enquanto o ABC é direcionado à introdução à alfabetização infantil.

Tudo indica que o Duolingo esteja, agora, se direcionando ao ensinamento musical. O interessante é que, embora muitos do tipo existam, a maioria dos aplicativos do setor são direcionados a tópicos bem específicos – existem programas que ensinam guitarra, outros passam por instrumentos de sopro – mas bem poucos são os que tocam em “música” de forma mais abrangente.

Desta forma, a ideia pode representar uma boa oportunidade para o Duolingo: segundo o Statista, a empresa registrou pouco mais de US$ 265 milhões (R$ 1,4 bilhão) em 2022, e em 2021 chegou a 9,6 milhões de usuários diários – números certamente impressionantes que podem ajudar um eventual app de música a ter um início bem forte.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments