Em um post blog publicado nesta terça (21), a DuckDuckGo, buscador e navegador para celulares (por enquanto) homônimos e focado em privacidade, deu uma prévia da sua próxima aplicação para desktop — o futuro navegador web para computadores. Segundo o CEO Gabriel Weinberg, além da “proteção robusta de privacidade” por padrão, os usuários devem esperar interface mais limpa e browser “significativamente mais rápido” comparado ao navegador do Google, o Chrome.

Apesar de não ser descrito como “navegador de privacidade” em si, mas “um aplicativo de navegação diária que respeita sua privacidade”, de acordo com Weinberg, o usuário não vai precisar alternar entre configurações de segurança (modos de navegação). A “proteção robusta de privacidade” será padrão.

Além disso, o já conhecido Botão Fire — que fecha todas as abas e limpa todos os dados do navegador de uma vez — também deve integrar a interface simplificada do futuro projeto da DuckDuckGo. Em comparação com o navegador do Google e baseado em testes iniciais, Weinberg diz que ele deve ser “significativamente mais rápido” — provavelmente com menos consumo de memória também.

DDGo-Search-Improvements-v1B@2x-2

Imagem: DDGo/Reprodução

Como no celular, a DuckDuckGo também usará motores de renderização fornecidos pelo sistema operacional em vez de baseá-lo em projetos como o Chromium. A escolha, de acordo com Weinberg, ajudou a equipe de desenvolvimento “despojar muito do lixo desnecessário que se acumula ao longo dos anos nos principais navegadores”.

O browser para desktop deve chegar primeiro ao sistema da Apple; atualmente, há um teste beta fechado no MacOS. Mas a novidade não acaba por aí, um tweet de Weinberg sugere que futuramente computadores com Windows também serão privilegiados — mas sem data de lançamento para ambos os sistemas ao público.

DuckDuckGo trabalha em navegador para desktop

Imagem: DuckDuckGo/Reprodução

Nos últimos 12 meses, a DuckDuckGo reforçou recursos de busca e bloqueio de rastreadores. No mês passado, usuários de Android ganharam uma ferramenta embutida no app de navegação móvel que diz impedir rastreios de apps, além de anunciar um serviço de proteção gratuito de encaminhamento de e-mails, que remove rastreadores “invisíveis” das mensagens. Nesse meio tempo, o app móvel para Android também alcançou status de navegador mais baixado nos principais mercados.

Com informações de The Verge e Engadget

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *