O presidente de El Salvador apresentou a última palestra da Bitcoin Week e trouxe uma novidade que deixou fãs de criptomoedas curiosos. O país criará a primeira Cidade Bitcoin, de acordo com presidente Nayib Bukele. A cidade será no Golfo da Fonseca, entre as cidades de La Unión e Conchagua, no vale de um extinto vulcão.

El Salvador já anunciou o Bitcoin como moeda corrente; uma decisão que surpreendeu muita gente pois mesmo pequenos negócios teriam que aceitar a criptomoeda como pagamento. Apesar de ter aprovação superior a 85% em algumas pesquisas, o Bukele enfrentou protestos da população que classificou a medida como unilateral.

A Cidade Bitcoin será construída com investimentos externos. O presidente informou que um título de US$ 1 bilhão em Bitcoin foi colocado à venda para financiar a cidade. O título, da Blockstream, será vendido em partes a quem se interessar a investir para criar a infraestrutura da região. Metade do título, US$ 500 milhões, será utilizada pelo governo de El Salvador para reinvestir em criptomoedas para manter a cidade.

A infraestrutura planejada chama a atenção por focar em energia para máquinas de mineração de criptomoedas. A cidade deverá ter uma usina termoelétrica para apoiar a demanda de energia considerável que deve ser necessária.

Cidade Bitcoin no vale de um vulcão

Cidade Bitcoin

Vulcão de Conchagua, onde será a Cidade Bitcoin de El Salvador (Imagem – Wikipédia)

Com o formato de uma moeda, a Cidade Bitcoin ficará numa área turística de El Salvador, um paraíso natural. A região próxima mais desenvolvida, La Unión, deverá servir como cidade dormitório para quem vai trabalhar no novo município.

Uma novidade que pode atrair mesmo que não costuma investir em criptomoedas é a redução de impostos. A Cidade Bitcoin não terá imposto sobre renda, salário, capital ou propriedade. O único imposto previsto é de valor por transação (VAT – value added tax).

O presidente não revelou uma data para a cidade estar pronta. O diretor da Blockstream, Samson Mow, disse que El Salvador passará a comercializar em criptomoedas ações da cidade em cinco anos e pagará dividendos aos investidores do título inicial. Com uma valorização estimada em 6,5%, isto já significaria um grande lucro para o país, caso realmente se confirme o cenário.

O PIB de El Salvador foi de US$ 24,6 bilhões em 2020. O presidente espera que o Bitcoin encoraje o crescimento econômico da região, a independência e investimentos, mas também não tem planos caso o Bitcoin desvalorize. Certamente, nos próximos anos, será possível ver se a cidade poderá ser populada, até por investidores.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *