Já foi anunciado que a Activision promete um sistema anti-cheat efetivo para evitar trapaceiros em “Call of Duty Vanguard”. O sistema adotado para isso, chamado Ricochet, deve receber uma grande atualização em dezembro e deve mudar a forma como os trapaceiros serão tratados no game.

Isso porque a empresa planeja algumas alterações em sua política de banimento. A partir da chegada do novo update, se os jogadores receberem suspensões permanentes, serão impedidos de jogar os games posteriores ou antigos da saga “Call of Duty”.

Em uma publicação em seu blog oficial, a empresa revela que “suspensões permanentes por infrações de segurança agora podem ser aplicadas em toda a franquia, incluindo Call of Duty: Vanguard, bem como quaisquer títulos passados, presentes e futuros da franquia”.

Caso um jogador seja pego trapaceando no jogo, ele poderá receber uma suspensão permanente por “violações extremas ou repetidas da política de segurança”. Além disso, os usuários podem ser punidos por “qualquer tentativa de ocultar, disfarçar ou ofuscar sua identidade ou a identidade de seus dispositivos de hardware”.

A luta da Activision contra trapaceiros em “Call of Duty” é constante, principalmente em “Warzone”, seu game battle royale. Com as mudanças, pode ser que a ação desses jogadores seja combatida.

Via: IGN

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *