Imagem: Shutterstock

A pesquisa é com ingleses, mas certamente reflete um desejo de muitas outras nações. A maioria dos trabalhadores do Reino Unido apoiaria a criação de novas leis para ter o direito de se desconectar de seu empregador. Em um levantamento com mais de 1.000 adultos britânicos, 60% se mostraram a favor de conquistar o direito de ignorar comunicações de trabalho fora do horário contratado.

Mais da metade dos empregados no Reino Unido acha um absurdo que o chefe espere que eles respondam e-mails, ligações e até WhatsApp fora do horário de trabalho, em seus momentos de lazer.

Britânicos defendem lei para ignorar e-mails dos chefes fora do horário de trabalho

Foto: Jonas Leupe/Unsplash

E a situação não é “ocasional”. Segundo a pesquisa, 67% dos entrevistados disseram que, sim, respondem comunicações fora do horário de trabalho; apenas 30% têm “coragem” – se assim podemos chamar – de ignorar e só dar um retorno quando estiver trabalhando novamente.

Equilíbrio é desafio do trabalho remoto

A pandemia e a consequente extensão do trabalho remoto trouxe maior flexibilidade e, para alguns, até mais qualidade de vida. Mas, como mostra o estudo, trouxe também alguns desafios de gestão: pessoal e profissional.

“Há claramente apoio para a legislação que protege o equilíbrio entre vida profissional e pessoal, mas algo tão prescritivo quanto a legislação realmente afetará a flexibilidade que muitos adotaram nos últimos dois anos?” disse Kelly Beaver, executiva-chefe da Ipsos, a empresa responsável pela pesquisa.

“As empresas devem trabalhar com seus funcionários para fornecer um ambiente que ofereça flexibilidade e um equilíbrio saudável entre trabalho e vida pessoal, para que todos possamos nos beneficiar dessa nova maneira de trabalhar”, completou.

Não são só os britânicos

Vários países europeus já avançaram com leis de direito de desconexão. A Bélgica, por exemplo, introduziu recentemente uma legislação que proíbe os chefes do serviço público de entrar em contato com os funcionários quando eles não estão no trabalho, exceto em situações de emergência ou de outra forma ‘excepcionais’.

Apenas 11% dos adultos do Reino Unido seriam contra uma lei de direito de desconexão. E você, o que acha dessa história? Você também responde mensagens fora do horário de trabalho? Acha que “faz parte” do esquema híbrido ou há limites? Comente e deixe sua opinião.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.