O veículo elétrico mais rápido do mundo voou por seu recorde. “Espírito da Inovação” (Spirit of Innovation) é o nome do avião da Rolls-Royce que divulgou o recorde no dia 19 de novembro.

Durante os voos, a aeronave chegou à velocidade máxima de 623 km/h, o que a tornaria o veículo elétrico mais rápido do mundo.

“Com o foco do mundo no clima na COP26, essa é outra conquista que torna mais próxima a realidade de viagens aéreas com zero de combustível e poderemos emitir menos carbono nos transportes aéreos, terrestres e marítimos”, disse o CEO da Rolls-Royce, Warren East.

“Esse recorde mostra todo o potencial de voos com energia elétrica para ajudar a trazer essa tecnologia para o nosso dia-a-dia”, completou o secretário de negócios Kwasi Kwarteng.

Avião elétrico da Rolls-Royce

Avião elétrico da Rolls-Royce – Imagem: divulgação

A aeronave faz parte do ACCEL (Aceleração da Eletrificação de Voos), um projeto do Aerospace Technology Institute (ATI), com o Departamento de Negócios, Energia e Estratégia Industrial e Innovate UK, do governo britânico.

O avião fez sua viagem recorde com uma bateria elétrica de 400 kW (500+hp), o conjunto de suporte a energia mais denso para propulsão já construído para viagens aéreas.

A ideia é que, no futuro, o mercado de taxi aéreo seja movimentado por baterias, por exemplo, muito similares às que foram construídas para o Spirit of Innovation.

O avião elétrico que parece ter saído de um sonho

Para o diretor de voo, “a oportunidade de estar à frente de um capítulo pioneiro da história quando olhamos para o futuro da aviação é como se fosse um sonho”.

avião elétrico da Rolls-Royce

“Parece ser um sonho”, disse diretor de vôo da Rolls-Royce (Imagem – Divulgação)

De todas as organizações parceiras na iniciativa, a Rolls-Royce trouxe mais experiência de sua história com esportes automotivos, principalmente para a start-up Electroflight. Além de compartilhar expertise e tecnologia, a empresa trabalha com métodos de teste rigorosos quanto à segurança da indústria da aviação aérea civil.

Para Dr Tim Woolmer, fundador da YASA, “voos elétricos devem transformar a indústria da mobilidade como o motor de avião fez há 70 anos atrás. É maravilhoso ver nossos motores de alto desempenho, baixo consumo de energia elétrica colocados no avião que chegou até essas velocidades e saber que projetos como o ACCEL poderão transformar o mercado de zero carbono uma realidade comercial para todos.”

A Rolls-Royce mantém outros projetos de sustentabilidade e avião. Em junho, anunciou que buscaria zerar as emissões de carbono, um ano depois de ter se juntado à campanha da ONU Race to Zero (Corrida para o Zero). A empresa promete que seus novos produtos serão compensados em emissões em 2030 e já sairão de fábrica com emissões zero em 2050.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *