Ninguém (mesmo) quer ficar de fora. Em um momento que não se fala em outra coisa, Tim Cook, CEO da Apple, disse que a gigante de Cupertino também está de olho no mundo das criptomoedas. Apesar da declaração, o executivo deixou claro que ainda não há qualquer plano imediato de lançar algum produto ou serviço relacionado à criptografia.

Por outro lado, Cook – durante conferência organizada pelo New York Times – observou que há diversas áreas de negócios da Apple nas quais ele sequer cogita ofertas de criptografia.

Quanto questionado se a empresa consideraria aceitar pagamentos em criptomoedas por meio do Apple Pay ou qualquer outra forma, Tim Cook simplesmente respondeu: “é algo que estamos de olho”. Em seguida, o CEO explicou onde não faria sentido para eles investir na tecnologia.

“Há coisas que eu não faria – como nosso saldo de caixa. Eu não iria investir isso em criptografia – não porque eu não investisse meu próprio dinheiro em criptomoedas – mas porque eu não acho que as pessoas compram ações da Apple para se expor à criptografia. E então, se quiserem fazer isso, podem investir diretamente em criptografia por outros meios”, explicou Cook.

Resumindo, o mundo das criptomoedas está no radar da Apple, mas – segundo o CEO da empresa – não há nada que possa ser anunciado sobre o assunto por enquanto.

Criptomoedas

Apple também está “de olho” no mercado mundial de criptomoedas – Imagem: Rudolfs Klintsons / Pexels

Para não ficar para trás…

Concorrentes do Apple Pay, como o PayPal e outras plataformas de pagamentos abriram suas portas para as criptomoedas recentemente. Ou seja: é bem capaz que a empresa sob comando de Tim Cook não queira ficar para trás. Mesmo porque, ele próprio investe também em moedas virtuais.

“Acho que é razoável possuir [criptomoedas] como parte de um portfólio diversificado”, disse Cook. “A propósito, não estou dando conselhos de investimento a ninguém”, brincou.

Ainda falando sobre criptografia, o chefão da Apple revelou que, sim, os NFTs são interessantes. Mas, em sua opinião, ainda vai levar algum tempo para que a categoria de ativos digitais seja, de alguma forma, interessante para uma pessoa comum.

Fonte: TechCrunch

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *