Doze anos, milionária e figura na lista das 50 pessoas mais influentes em tecnologia. A pré-adolescente Nyla Hayes já acumula mais de US$ 5,7 milhões em criptomoedas graças ao seu trabalho artístico transformado em NFT – que, sim, vendeu extremamente bem.

A pequena gigante criou recentemente uma coleção para a Time Magazine retratando as 100 Mulheres do Ano. Aos 9 anos, Nyla começou a criar imagens femininas inspirada pelos longos pescoços do seu dinossauro favorito, o Brontossauro.

coleção NFT Nyla Haynes

Imagem: Nyla Haynes

A escolha do NFT

Quando começou a criar, a jovem sequer fazia ideia do que era NFT ou o mundo da criptografia. Mas teve sorte de ser aconselhada por um tio mais antenado. Segundo ela, apostar nos itens únicos digitais certificados por blockchain permitiria, primeiro, que seu trabalho artístico fosse visto por mais pessoas sem muito custo inicial e, segundo, a tecnologia blockchain traria proteção contra plágio.

Para a garota Hayes, que completa 13 anos em janeiro, a mensagem de seu trabalho artístico é muito mais importante do que a recompensa. Segundo ela, o conceito “Long Neckies” é sobre capacitação e amar a si mesmo.

“Meus Long Neckies representam diversidade e mulheres de todo o mundo. O objetivo é deixar as pessoas confortáveis ​​em sua própria pele e fazer com que as meninas se sintam poderosas sobre serem elas mesmas ”, disse Hayes.

Via: Tom’s Guide

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *